Você realmente precisa de uma apólice de seguro?

Uma apólice de seguro é um documento emitido por uma seguradora quando você compra uma mercadoria ou serviço. O documento descreve com precisão o titular da apólice e quais são os termos, condições e riscos do contrato.

Basicamente é um documento que tem a formalização do contrato. Ele contém o contrato real que você assinou, a cobertura, a duração e a assistência fornecida pelo seguro. Também contém os direitos e obrigações das partes e as condições gerais e especiais.

Por exemplo, quando você faz seguro contra roubos, geralmente precisa pagar uma franquia para ativar o serviço quando necessário, que está estipulada em contrato. A apólice também contém os documentos necessários para a ativação e como receber o pagamento do seguro do contrato.

Saiba quais itens devem estar em uma apólice de seguros

A apólice de seguro contém os dados pessoais do segurado e os da seguradora que presta o serviço. Além disso, existem três termos ou condições principais que devem ser incluídos na política, que são as condições gerais, as especiais e as específicas.

As condições gerais demonstram os direitos e obrigações do segurado e da seguradora, e também incluem informações como cobertura (incluindo valor). forma de pagamento e duração do contrato. As condições especiais são as regras específicas do contrato, que variam de acordo com o tipo de apólice de seguro e o seguro firmado. Já as condições específicas detalham a cobertura do seguro, indenizações, beneficiários do contrato, o valor que cada pessoa pode obter em cada caso e o período de validade do seguro adquirido.

Conheça os principais tipos de apólice

Quando uma pessoa adquire um seguro, o objetivo é proteger-se de imprevistos que causem prejuízos materiais ou possam ser convertidos em valor em dinheiro. Por exemplo, de acordo com a apólice de seguro, o seguro automóvel pode oferecer proteção ao segurado e a terceiros envolvidos.

No caso do seguro patrimonial, o contratante pode obter nova mercadoria ou valor em dinheiro, caso seja vítima de roubo, que varia conforme o contrato. O tipo de apólice dirá como o seguro funciona e o que ele cobre.

A apólice contra danos a terceiros oferece indenização por danos mentais ou físicos causados ​​pelo segurado a terceiros. Isso significa que se o segurado cometer algum dano a outra pessoa que precisa ser pago, esse tipo de apólice garantirá o valor da indenização.

Na apólice de quitação são usados contratos temporários, como viagens com datas de início e término. Também pode servir como comprovante de pagamento e garantia de prêmios de seguros.

Já a apólice inclusiva ou multirrisco é mais comumente usada e cobre diferentes tipos de riscos em um único arquivo. Ele pode fornecer proteção para os segurados e suas propriedades.

Existe também apólice mandatória ou optativa que são formuladas de acordo com a vontade do segurado. Já nas apólices de seguro obrigatório, como o DPVAT, os termos não podem ser negociados por se tratar de uma obrigação legal.

No caso onde o segurado pode resgatar o valor investido no seguro se encaixa a apólice de seguro remissível. Quanto mais tempo o seguro vigorar, maior será o percentual que o segurado poderá obter do valor total pago naquele momento.

As apólices particulares e comunitárias podem ser adquiridas por indivíduos ou grupos. No segundo caso, geralmente é feito por várias pessoas em nome da empresa ou associação. E por último e não menos importante a apólice aberta e fechada, que no caso da apólice é aberta, ela pode ser alterada de acordo com os requisitos do titular da

Photo of author
publicado por
Leticia Gabriela
Postado em:

Deixe um comentário

plugins premium WordPress